NUTRIÇÃO FUNCIONAL

A nutrição funcional possibilita prevenir e tratar desequilíbrios que podem gerar doenças, através de investigações sobre a qualidade da alimentação, fatores emocionais e ambientais e falta ou excesso de atividade física.
É uma abordagem personalizada centrada na individualidade bioquímica, isto é, no metabolismo de cada paciente, onde se prescrevem os alimentos necessários para o reequilíbrio do organismo.
Através de sinais e sintomas, pode-se rastrear possíveis carências ou excessos de nutrientes e também detectar quadros de alergia alimentar, pois o que pode ser muito bom para uma pessoa não o é para outra.
A título de exemplo, alguns indivíduos são alérgicos ao leite, enquanto outros não; para alguns, o café provoca insônia e dor de cabeça.
Há casos em que, para diminuir a queda de cabelo, uma pessoa precisa de muito zinco, enquanto outra precisa de menos.
Então, podemos concluir que, se você substituir os alimentos que não são benéficos ao seu organismo, as reações bioquímicas que estavam sendo prejudicadas voltam a acontecer, e os sinais e sintomas vão desaparecendo gradativamente.
O mais interessante é que a nutrição funcional se preocupa não só com o que o indivíduo ingere, mas também com a digestão do alimento, pois, se por falta de alguma enzima ou outro motivo qualquer, seu organismo não absorver os nutrientes, você não estará bem nutrido, apesar de ter ingerido um alimento saudável e adequado.
Pesquisas científicas comprovam que várias doenças da vida moderna estão relacionadas à combinação de uma dieta inadequada, predisposição genética e exposição a agentes e poluentes ambientais.
Por outro lado, sensação de cansaço e falta de energia frequentes podem ser o resultado do estresse oxidativo, também relacionado ao desequilíbrio nutricional.
A nutrição inadequada pode sobrecarregar o sistema imunológico e provocar mais tarde doenças crônicas como obesidade, depressão, fibromialgia, osteoporose, hiperatividade infantil, distúrbios de comportamento, artrite reumatoide, dislipidemia etc.
Por isso, se você deseja ter qualidade de vida, vale a pena rever e adequar a alimentação de acordo com as necessidades e limitações do seu organismo, pois a nossa saúde é um bem precioso que devemos preservar!

2017-01-18T16:03:00+00:00